quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Aprendi Que 2015

E seguindo a tradição de comprovar que por mais que se aprenda muito, sempre ainda existem coisas para se aprender.

Nesse ano de 2015, eu aprendi que:

Dá para fazer uma família só de amigos.
As pessoas preferem conhecer fotos em aplicativos do que alguém na vida real.
Garrafa que leva querosene nunca perde o cheiro.
As pessoas preferem ir longe, do que aproveitar o que está do lado.
O que é fácil também pode ter muita graça.
Seja o que for. A gente se acostuma.
Lar é onde a gente se sente em paz.
O ser humano se sabota.
Não adianta se mostrar interessante para quem não quer saber.
O silencio é uma enorme falta de educação, respeito e afins.
As coisas realmente voltam.
Só a gente pode ditar o nosso valor.
As pessoas se acham melhores que outras pelos motivos mais estranhos.
O amor existe de várias formas.
Ninguém está mais afim de conhecer mais ninguém a fundo.
Ter atitude é tudo.
Quem não arrisca, vive em um mundo de talvez.
A saudade pode ter cheiro, forma e sabor.
O que não aconteceu, sempre vai parecer mais promissor do que o que foi concretizado.
Nossa mente é nosso maior inimigo.
Os pensamentos têm força.
Eu sempre vou estar esperando você voltar.
A tendência da alergia é piorar.
A gente se apaixona por coisas que nem imagina.
A aparência é tudo que importa.
Tem gente que consegue me salvar de mim.
Às vezes o importante é só saber que fez a sua parte.
Os mal-entendidos estão aí para acontecer mesmo com tudo explicado.
Por mais que pareça certo, sempre vai existir alguém do contra.
Existe gente legal pra caramba por aí ainda.
A grande graça da vida é saber que ela é aqui agora. Sem ensaios nem rascunhos.
Oportunidade adiada ás vezes é chance perdida.
O que tem que ser tem sim muita força
É bom cuidar bem do joelho.
Não são as coisas que mudam, mas sim nossa visão sobre elas.
Um “vai ficar tudo bem” tem o poder de resolver tudo.
Com animação, dá para criar um bloco de carnaval em qualquer local.
Lixeira também serve de palco.
Tem gente que tem dentro de si o dom de resolver tudo.
A vodka pune (confirmei pelo décimo ano)
É possível usar uma fantasia quente no verão do RJ.
O amor é realmente a cura para tudo.
Dá para sentir falta até do que não se teve.
Não consigo mesmo resistir a amendoim.
O aniversário do Guanabara é uma fonte sem fim de piadas.
Um olhar é capaz de dizer tudo.
O carinho é o melhor remédio.
A felicidade habita até em coisas que já foram tristes.
O ser humano tem uma força própria que empurra para a frente em qualquer ocasião.
A vida é feita de ciclos, fases e momentos. Ter tranquilidade nos ruins, é o segredo de tudo.
Dá para ter um relacionamento legal sem jogar.
Algumas pessoas vão, e para nossa sorte voltam.
Para se tornar amigo só se precisa de um copo.
A gente está sempre mudando.
Tem distâncias que incomodam de manhã e a noite.
Independente de tudo, eu continuo acreditando no amor.
Quebrar celular é meu carma.
Água demais também mata planta.
Estamos vivendo em partes. Nunca estamos 100% em algo.
O que fode tudo é ter opção.
Agosto parece que não tem fim.
Quem abandona o próprio passado, não sobrevive no futuro.
O amor deve ser reinventado.
A saudade tem vontade própria.
Amor que arrasa também vem devagar.
A questão não é o peso que você aguenta, mas o jeito que você carrega.
Sonho continua sendo algo complicado.
Por mais que a gente diga que não. Todo mundo está sempre esperando alguma coisa ou alguém.
Sempre vai existir uma coisa ausente para me atormentar.

E que por mais que parecer hoje valha mais que ser.
Eu ainda assim 
Prefiro continuar sendo.

Feliz 2016 a todos.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Era Pra Ter Sido Diferente.

Teria sido diferente se você se atrasasse uns 5 minutos.
Teria sido diferente se eu não tivesse dito nada.
Teria sido diferente se o tempo estivesse fechado.
Teria sido diferente se o Taxi não tivesse um contratempo.
Teria sido diferente se sua roupa fosse outra.
Teria sido diferente se o telefone não tivesse tocado no dia anterior.
Teria sido diferente se eu perdesse meu voo uns dias atrás.
Teria sido diferente se eu não importasse tanto.
Teria sido diferente se o mundo conspirasse a nosso favor.
Teria sido diferente se acontecesse tudo de novo.

Porque por um detalhe:

Teria sido diferente
Poderia ter sido diferente
Era pra ter sido diferente

Mas não foi...

Sabe-se lá porquê
O que tinha que ser
Mais uma vez


Teve muita força.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Seja

Seja livre.
Seja o que nunca foi.
Seja o que sempre quis.
Seja o seu melhor.
Seja a pessoa que você quer conhecer.
Seja feliz.
Seja como for.
Seja você mesmo.
Seja o que quiser.

Mas ao menos seja alguma coisa de verdade.

De gente que parece
Ou finge que é

O mundo já está cheio...

terça-feira, 24 de novembro de 2015

A Fábula Da Menina Que Não Respondia

Era uma vez uma menina que não respondia...
Porque achava que era bonita demais
Atraente demais
E o rapaz não chegava à sua altura.
Merecia coisa melhor.

Era uma vez uma menina que não respondia...
Porque que não tinha vontade de ter uma conversa.
Interesse em conhecer alguém além da aparência.
Tinha “preguiça disso tudo”
E a certeza que seu silêncio valia mais.

Era uma vez uma menina que não respondia...
Porque nasceu sem senso de educação.
Sem noção do que podia ou não.
Com uma falta de respeito ao próximo
Quando o próximo não interessava.
Com a sensação de poder fazer o que quiser.
Não devia satisfação.

Era uma vez uma menina que não respondia...
Que não dizia nem sim nem não.
Nem nunca
Muito menos talvez.
Que não dava explicações
Nem mentia
Muito menos era sincera.
Se achava o máximo.
Achava mais legal ser assim...

Era uma vez uma menina que não respondia...
Com um senso de julgamento errado
Dessas que julgava pela capa
Dessas que cansava e enjoava de tudo.
Dessas que achava que parecer é melhor que ser...
Dessas que não entrava a fundo em nada.
Dessas que esbarramos todos os dias.
Dessas que se acha demais...

Até que um dia
Seguindo a lei do retorno
Ela se apaixonou
E encontrou um rapaz:

Que também se considerava bonito demais para ela
Que também achava que merecia coisa melhor.
Que também não tinha vontade de ter uma conversa
Que também tinha “preguiça de tudo”
Que também não tinha respeito ao próximo.
Que também achava que não devia satisfação.
Que também não dava explicação
Que também se achava demais...
E que pra surpresa dela
Também era desses
Do tipo que não respondia...

Pro menino
Um dia veio a lição
Que sempre quem se acha melhor que alguém
Uma hora ou outra
Também vai se considerar pior...

E pra menina
Foi na infelicidade de um vácuo
Que ela enfim pôde perceber
O quão digno de pena
Era o seu silêncio...

“E assim viveram os dois
Infelizes para sempre”


FIM

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Estranho

Estranho é se apaixonar por alguém que não conhece a voz, nem o jeito, manias, virtudes ou defeitos.
Estranho é se apaixonar por alguém por uma foto, um personagem, sem ter visto pessoalmente.
Estranho é se apaixonar por alguém que não se conhece a fundo, gostar apenas do mistério.
Estranho é se apaixonar por alguém que se conhece há tempos e do nada mudar.
Estranho é se apaixonar por alguém e perceber que está sozinho nessa.
Estranho é se apaixonar por alguém assim do nada, sem motivo.
Estranho é se apaixonar por alguém e continuar apaixonado.
Estranho é se apaixonar por alguém à primeira vista.
Estranho é se apaixonar por alguém

Estranho é se apaixonar...

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Felicidade Simples

Ao perceber que toda sua infelicidade
Frustração e dor
Vinham muito mais da maneira como ele encarava cada acontecimento em sua volta
Do que dos fatos em si.

Optou por viver a vida de outra maneira.

Percebendo que a tão sonhada felicidade
Era uma mera questão de interpretação de seus problemas.
Ele escolheu ser simples.
Decidiu enfim ser leve.

“Tristeza é coisa de gente que não tem imaginação”

Pensava ele todos os dias pela manhã
Enquanto se olhava no espelho

E seguia em frente mais uma vez...

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Tem Uma Hora

...e tem uma hora
Que você tem que deixar o passado ir embora
Aceitar novas coisas
Cultivas novos costumes
Novos hábitos
Novas crenças.
Entender que mudar é crescer
E crescer é evoluir.

...e tem uma hora
Que você é obrigado a repensar as escolhas
Mudar os planos
Redesenhar a vida.
Perceber que desistir de certas coisas
Não é covardia
Às vezes é o gesto mais corajoso que você teve na vida.

...e tem uma hora
Que você precisa arriscar
Abandonar o medo
A insegurança.
Pensar menos
Deixar o “se”pra lá
Não se importar tanto com a opinião dos outros.
Até porque quando você fracassa
E precisa de uma ajuda
Os outros que tanto se meteram
Nunca estão por perto para ajudar

...e tem uma hora
Que você tem que se livrar de tudo que não te acrescenta:
Inveja
Saudades
Histórias
Amigos
Sentimentos
E dizer pra si mesmo:
“De hoje em diante
Eu só quero o que me faz bem”


...e tem uma hora
Que você tem que acabar com o luto
Deixar de ser negativo”
Amargo
Parar de focar em tudo que não deu certo
E tirar aprendizado de tudo que viveu
Aproveitar essa força instintiva que nos empurra pra frente
Olhar em nossa volta
E perceber que vida seguiu.
Ver que o tempo não para só porque você sofre.
E do quanto ainda é doce
A tal vida que sobrou...

Porque tem uma hora
Que você precisa parar com o choro
Com o mimimi.
Deixar de sentir pena de si mesmo.
De se fazer de vítima
De se olhar como coitado.
Como injustiçado.
E tem que tomar as rédeas da própria vida.
Seguir em frente
Ir adiante
Reaprender as fazer as próprias coisas.
Ter atitude
Sacudir a poeira
Buscar o seu sonho
Começar a ser dono da própria sorte
E responder para si mesmo a pergunta:

Você vai ser aquele faz
Ou pra sempre o tal

Que fica na espera de um tal dia chegar a hora?

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Por Tudo Que For

E às vezes do nada eu escuto uma música
E lembro de você.

E às vezes do nada acontece algo
E eu penso em correr para te contar.

E às vezes do nada eu sonho com você
E acordo assustado.

E às vezes do nada 
Confundo o nome de outra pessoa pelo seu.

E às vezes do nada eu vejo um filme
E penso que a gente combinou de ver.

E às vezes do nada
Eu me pego fazendo o caminho da sua casa.

E às vezes do nada
Eu fico olhando pra sua foto.

Porque às vezes do nada
Me bate uma saudade tão forte

Que fica até difícil entender:

Como que com tanta coisa acontecendo assim do nada

Eu fui me apaixonar por você

Logo por tudo...

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Réquiem de Nós Dois

Pra te falar a verdade
De tudo que pode acontecer com a gente
O meu maior medo
É que eu passe rapidamente
Enquanto você continuará sendo
Pra sempre
A minha "Linda"...

Medo dos danos do tempo:
Do esquecimento
Da gente se perder
Do fim do companheirismo
Da amizade e da harmonia.
Do tudo que temos.

Medo da conversa trivial
Do oi tímido
Dos novos amigos
Do contrapeso da balança
Dos dois beijinhos no rosto

Do silêncio de ambos
Mesmo que de formas diferentes.

Medo de ver você sem graça
Me olhando em silêncio
Pensando onde estava com a cabeça quando gostou de mim.
Engasgada de indiferença 
Com uma agonia irritante de sair logo dali
Tentando começar uma conversa
Mas sem ter mais nada para me falar...

Enquanto eu
Só vou ficar te admirando
Em silêncio
Pensando como você me dói
Engasgado de saudade.

Com uma agonia sufocante
De ter tanta coisa pra te dizer

Mas sem nem saber se na altura do campeonato

Com tanto medo envolvido

Vale realmente a pena começar...

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Solto

E tudo na vida dela sempre foi solto:
Do sorriso
Aos fios que deixa por onde passa.

De preso
Nem sequer o cabelo
Muito menos ao amor.

“Quem ama deixa livre”
Repetia ela enquanto seguia mais uma vez
Livre

Sem olhar pra trás.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Mais Por Menos

e talvez se você...

tivesse falado menos
e eu feito mais.

tivesse sido menos intensa
e eu mais amoroso.

tivesse sido menos correta
e eu mais Gestalt.

tivesse chorado menos
e eu sorrido mais.

tivesse dado menos
e eu surpreendido mais.

tivesse gostado menos
e eu me apaixonado mais.

tivesse medido menos as palavras
e eu sido mais lacônico.

tivesse me prendido menos
e eu dado mais a mão.

tivesse me cobrado menos
e eu oferecido mais.

tivesse cuidado menos
e eu me preocupado mais.

tivesse sido menos simples
e eu mais pé no chão.

Tivesse menos empenho
e eu mais coragem.

tivesse sido menos você
e eu muito mais eu...

Provavelmente você não estaria arrependida
Achando que deveria ter feito menos.

E nem eu triste

Por não ter te aproveitado mais...

domingo, 25 de outubro de 2015

Dono do Tempo

Aceite o rumo dos acontecimentos
Entenda que algumas coisas têm que ser
E pronto.

Forçar o destino a ser diferente
É como mudar o ponteiro dos relógios com mão.

Visivelmente tudo parece correto.

Mas cedo ou tarde
Percebe-se
Que até o tempo

Tem seu próprio tempo...

Dom Ou Maldição?

Nasci com o incrível dom
De sentir a dor dos outros.

E talvez por isso tenha me tornado tão frio:

Quis poupar o mundo inteiro do sofrimento
Que seria o de ter que sentir a minha...

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Tem Gosto Pra Tudo

Eu só quero que saiba que:

Eu não gosto de você!

Não como você gosta de mim
Ou como o namorado da sua amiga gosta dela.

Gosto de você do meu jeito.
Da minha maneira.
Da minha forma.
Com o meu coração.
Mesmo que seja incomum
Esquisito
Ou não convencional

Eu não gosto de você!

Não para ver o tempo todo
Andar de mãos dadas em todos os lugares
Ficar 24 horas do dia abraçados
Preso na rotina ensandecida que se torna o Nós sem mais ninguém.
No tédio visual que prenderia o seu olhar ao meu.

Gosto de você para ser livre!
Pra falar com outras pessoas.
Ter meus momentos
Ver você vivendo os seus.

E mesmo quando saio sozinho
Estou com meus amigos
Ou com mil mulheres a minha volta

A grande verdade
É que ainda assim
Eu continuo gostando de você.

Eu não gosto de você!!

Não de uma maneira sufocante
Com embrulhos do estômago
Ou fogos de artifícios como os amores dos filmes.

Gosto de forma da forma mais pura.
De uma maneira calma.
Sem euforias.
Sem afobações 
Ou preocupações sobre a respostas de mensagens.

Gosto da paz que gostar de você me dá.

Eu não gosto de você!!

Não de um jeito extremista
Ou exagerado.

Gosto de você com equilíbrio
Dento da parte de um todo.

Como eu gosto de Leminski
Legião
De um dia de sol
E tudo mais que me faz bem.

Eu não gosto de você!!

Não pela sua aparência
Ou pelo o que as pessoas dizem sobre você.

Gosto de você pelas suas vitórias
Pelo jeito de lidar com as derrotas
Pela sua vida.
Pelo jeito  que me olha
Com o carinho que me trata.
Gosto de você por tudo que você é

Eu não gosto de você!

Não como eu já gostei antes.
Não pelo desafio
Pela falta
Pelo ego
Nem pela perda.

Gosto de você quando te tenho
Quando acho que te perdi.
Quando estou com você
E mesmo quando estou longe.

Sou capaz de gostar de você até por foto.

Eu não gosto de você!

Não por rótulos
Pressões
Medos
Ou porque alguém me disse que preciso gostar.

Mesmo te deixando sempre sem respostas 
E te dando vários motivos para não acreditar em mim.

Gosto de você sem explicação.
Sem precisar ser nada
Nem fingir que sou.

Gosto de você
Simplesmente por gostar

Porque a grande verdade
É que eu 
Não gosto mesmo de ninguém.

Mas de você não!!

De você eu gosto pra caralho.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A História Se Repete

- Seu jeito de ser, lembra muito uma namorada que eu tive.
-É mesmo? E o que aconteceu com ela?
- Não sei, perdi o contato.
Ela me irritava...

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Esteja Aqui Agora

Hoje o mundo
E principalmente nosso jeito de viver e se comunicar
Está tão rápido
Tão dinâmico
Que temos a sensação de estarmos em muitos locais ao mesmo tempo
Quando na verdade
Não estamos efetivamente em lugar nenhum.

Pode até parecer confuso
Ou filosófico demais
Mas hoje em dia é assim que somos:

Pessoas que não param
Seres humanos com o pensamento cada vez mais acelerado
Indo além de suas limitações
Porém incapazes 
De conseguir desfrutar com prazer e paz
A simplicidade de cada momento.
Nunca estamos 100% em algo.

Nosso momento nunca é o agora
Mas uma mistura de várias coisas que acontecem ao mesmo tempo.

Somos um conjunto de coisas.
Uma mistura de pequenos pedaços do que vivemos.
Partes entre partes de outras partes.
Sem referências
Sem apego.
Nômades de nós mesmos.

Somos feitos de partes fracionadas
Pedaços de pessoas
De conversas
De momentos


Somos um rascunho mal feito.
Um quebra cabeça desmontado
De um pouco de tudo.

Perdemos shows porque estamos mais preocupados com a filmagem
Que provavelmente nunca veremos.

Não entendemos filmes porque estamos com a cabeça distante
Fazendo outra coisa ao mesmo tempo.

Achamos que estamos fazendo muito
Mas no final do dia percebemos que nada foi feito
Passamos o dia inteiro no celular.

Estamos mais preocupados com a foto que vamos postar
Do que em aproveitar o pôr do sol que vemos por trás dela.

Em uma mesa com amigos
Desperdiçamos companhia de pessoas
Falando com outras que nem estão perto de nós.
Atrás de pessoas que às vezes nem se lembram mais de nós.

Não aproveitamos nosso agora
Porque estamos preocupando com relatos fictícios
Cheios de filtros
De uma rede social qualquer.

Nunca estamos satisfeitos
Sempre desejamos estar em outro lugar
Nunca aproveitamos nossa própria companhia.

Qual foi a última vez que você olhou e sua volta e pensou:
”Eu estou exatamente onde eu queria estar”?

Falamos com muitas pessoas nos aplicativos de encontros
Temos muitos “likes”
“Matches”.
Passamos por muitas pessoas
Falamos sobre muita coisa
Mas é tudo superficial.
Não aproveitamos ninguém de maneira plena.
Não conhecemos o outro realmente.
Temos quantidade
Mas deixamos a qualidade de lado.

Não sabemos mais aproveitar um sorriso
Muito menos identificar apenas por um olhar se o outro está triste.

Não temos tempo mais de nos apaixonar por uma peculiaridade
Como: “o jeito único que ela mexe o cabelo em um dia de chuva”.

Temos muito
Mas ficamos sem nada.

Pensamos no amanhã
Na próxima semana
Na próxima festa.

Viajamos pensando na próxima viagem.

Passamos o domingo
Sofrendo pela segunda.

Pensamos muito no depois
Ficamos ansiosos com o que não seremos
Com o que não realizaremos
Em tudo que virá.
Esquecendo-se que o que virá é lenda
Tudo é imprevisível
E fantástico.

Perdemos tempo com mágoas
Com saudades
Com o que já foi
Esquecendo sempre
Que a nossa vida acontece é agora!!

Naquele momento em que a gente pega o celular.
Naquele momento em que a gente planeja algo.
Naquele momento que estamos com uma pessoa ao lado
Mas pensando em outra.
Naquele momento que estamos sozinhos com nós mesmos
Com tédio
Em busca de algo pra fazer.
Naquele momento que a gente não aproveita a nossa existência

No agora
No presente
No andar do relógio
Enquanto a gente pensa no "Se"
É que a vida acontece...

Seja justo consigo mesmo
E com os outros precisam de você como um todo.
Aproveite todos os segundos dessa experiência única que é viver.

A sua chance sempre será agora e nunca mais!! 

Por isso:

Só esteja aqui agora
Seja você por inteiro.

Até porque de gente vazia
E pessoas pela metade

O mundo já está cheio...

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Vergonha Alheia

E quando eu disse que queria te ver pessoalmente...

Não foi seu silêncio
Sua demora
Nem seu descaso
Que fez me desistir...

Mas sim quando você
No auge da sua arrogância
Me respondeu com um “porque? ”

Que eu tive a certeza
Que você se achar eu até aceitaria.

Mas não saber usar os Porquês em uma frase


Doeu demais em mim.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

O Outro Lado da Alternativa

Dos grandes problemas 
Para se tomar qualquer tipo de decisão
Ter alternativas entre as escolhas
Sem dúvidas é o pior deles.

Afinal...
Para quem não tem opções:

Toda oportunidade é a única.
Toda chance é a última.
Cada detalhe
É agarrado com unhas e dentes.


Por menor que seja

Se torna tudo que tem... 

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Prepare-se Pro Que Vier

Por mais que a gente queira.
Por mais que a gente faça.
Por mais que a gente tente.
Por mais que a gente lute.

Certas coisas têm planos e caminhos próprios.
Que independente da nossa vontade
Ou de quantas promessas moedas a gente jogue pela ponte.
Simplesmente acontecem e pronto.

Por isso:
Prepare-se para todo azar
Receba toda sorte.

Tragédia
Só é tragédia
Porque nos pega de surpresa.

Milagre
Só é milagre

Porque no fundo mesmo

A gente não estava mais acreditando...

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Sentido Não Sentido

Estou um pouco sentido
(Não nesse sentido)

Mas por ter sentido
Que andei com minha vida nesse sentido:

Vivendo e sentindo 

SEM (ter) TIDO

Sentido...

terça-feira, 22 de setembro de 2015

O Amor em Tempos de Cólera

Engraçado mesmo
É que só depois de te perder
E ouvir o convincente “não dá mais”
Que eu resolvi morrer de saudades de você.

Como se de todos os sentimentos do mundo
A impossibilidade de não mais te ver
De ter
Nem de tocar da mesma maneira de antes.
Fosse capaz de criar dentro de mim
Um sofrimento
Uma paixão arrasadora
Que eu jamais sonhei em ter.

Porque no final das contas
Mesmo com todos os motivos 
Que eu tinha pra me apaixonar...

Eu me apaixonei mesmo

Pelo o que eu
Inventei de você...

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O Estranho Rumo dos Eventos

 E só porque:

...o destino fez o certo.
...e nossos amigos foram os certos.
...e nossa conversa foi a certa.
...e nosso toque foi certeiro.
...e nosso beijo deu certo.
...e me encantar foi assertivo.
...e querer mais de você é óbvio.

... por um ”certo” desentendimento com o tempo

A gente
Tem tudo pra dar errado...

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Interessante

Escute uma história
Conte sua história.
Se surpreenda com uma vida
Surpreenda com sua vida.
Veja mais que a aparência
Seja mais que a aparência.
Se interesse pelo outro
E principalmente
Seja interessante para o outro!

Entenda que:
Não foram as pessoas legais que sumiram da sua volta.
Você que anda preguiçoso demais
Para se permitir conhecer alguém.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Distúrbio do Colapso Das Colônias

E eu não sei que estranho prazer
Esse que te dá
De minimizar nossa história ao nada.
Como se de tudo
Em tudo
E por tudo
O fato de não termos dado certo
Fosse o suficiente para transformar o que fomos
Em algo totalmente irrelevante.

Como se cada palavra
Confidência
Abraço
Carinho
Beijo
E olhares sinceros
(De um tempo que éramos sim sinceros)
Se perdessem.  
Virassem estáticas
Em uma versão sem graça 
Descartável
Do que já fomos.

E nossa existência
Fosse um engano. 
Provavelmente um exagero
Invenção
Coisa da minha cabeça.

Como se o simples fato de você falar pra si mesmo
E pro mundo que não foi nada
Apagasse o que aconteceu.
Te livrasse do fracasso
Não "gastasse" sua sorte.
Te desse só a parte divertida do que aconteceu.

E todo o resto:
O peso
As lembranças
O seu cheiro
A saudade
E essa sensação horrível
De sentir um pouco de você entranhado em tudo

Ficasse só pra mim...