terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Esperando Godot

E às vezes sinto que vivemos a vida
Em uma eterna espera:

Seja por um momento 
Uma hora exata
Um dia dos sonhos.
Um sentido pra tudo
Um acontecimento importante
Ou um alguém pro resto da vida.

Estamos sempre aguardando 
Em um falso positivismo com eufemismo de fé
Alguma coisa ausente que parece estar por vir
Mas que às vezes 
Vive-se uma vida sem que venha.

Como a belíssima peça “Esperando Godot” 
Em que temos o único protagonista ausente da história do teatro
Que durante toda a história é aguardado
Mas no fim das contas não aparece.
E desde 1953 em sua primeira encenação
Nos deixa sem saber quem ele é 
Ou porquê o esperam.

E assim somos nós...

Parece que sempre estamos esperando uma data
A tal segunda-feira
O começo do mês
Ou o clichê da virada de ano
Para iniciarmos algo.

Parece que sempre estamos esperando aquele sinal divino
Um empurrão do acaso
Aquele estalo na mente
Que faz tudo ter sentido
Para tomarmos uma atitude
E só assim tudo vai ficar bem.

Parece que sempre estamos deixando na mão do destino.
Esperando a vida decidir por nós
Nos deixar sem solução.
Como se tudo realmente estivesse escrito
Para só assim
Sem qualquer outra opção
Irmos atrás de um sonho.

Parece que sempre estamos esperando aquela pessoa especial
Aquele amor de outras vidas
De cinema.
Para nos tirar da rotina
Nos amar incondicionalmente
Transformar nossa vida em um conto de fadas
Para fazer nossa vida
Ter o sentido que queremos que ela tenha.

Parece que sempre estamos esperando alguém nos dizer quem somos
Para então sermos.

Parece que sempre estamos esperando algo
Para enfim nos tornamos quem queremos ser
Mas não temos coragem...

E talvez essa espera
Esse pesar
Esse hesitar  
Seja o grande erro que cometemos na vida.

Somos seres completos de natureza
Porém mutáveis.

Somos feitos de uma força que empurra pra frente
Um instinto de sobrevivência que nos faz crescer.

Vivemos um eterno processo de evolução
Em que cada dia
Cada acontecimento
Cada mínimo detalhe que vemos
Ouvimos  
E vivenciamos
Nos fazem evoluir
Nos tornamos quem realmente somos.

Carregamos em nós mesmos
Através de nossas escolhas
E maneiras de encarar o mundo 
Todas as chances de sermos felizes

Não precisamos esperar
Não temos tempo para esperar
Temos que realmente viver cada dia da vida 
Como se fosse o único e último.

Por mais que o passado ainda incomode
E o futuro deixe apreensivo
É inegável que a vida acontece aqui e agora.

Por isso não dá para esperar pra irmos atrás do que queremos.
Não dá pra esperar para começarmos a pensar mais em nós.
Não dá pra esperar para nos livramos do que não faz bem.
Não dá pra esperar pra falar tudo aquilo que está engasgado.
Não dá para esperar pra conhecer o que se quer conhecer.
Não dá para esperar pra tomar uma atitude.
Não dá pra esperar sinais do destino.
Não dá pra esperar empurrão do acaso.
Não dá pra esperar a pessoa dos sonhos pra começar a ser feliz.
Não dá pra esperar a hora certa
A hora certa em qualquer relógio do mundo
Sempre será agora!!!


Porque a vida às vezes 
Tem planos tão diferentes de nós
Que a grande verdade é que:
Não dá para esperar pra nada!!!


Afinal
Para que passar a vida esperando por um sorriso
Se ser surpreendido com a felicidade


Sempre será muito melhor.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Quebra Cabeça do Zodíaco

E quando eu pedi calma
Foi impulsiva como Áries que pensava ser Peixes.

Quando eu perguntei
Fez silêncio como uma Taurina que odiava Áries.

Quando me acostumei com a rotina
Foi bipolar como Gêmeos que sonhava ser Capricórnio.

Quando me fez largar tudo
Voltou atrás como Câncer com afeto por Libra.

Quando decidi tentar de novo
Foi orgulhosa como alguém de Leão em um silêncio de Aquário.

Quando fui eu mesmo
Me criticou como Virgem atrás de alguém de Sagitário.

Quando eu estava ali
Como Libra, me trocou por alguém de Capricórnio 

Quando errei
Foi vingativa como alguém de Escorpião com simpatia por Touro.

Quando esperei demais
Me decepcionou como Sagitário que lembrava Câncer.

Quando dei amor
Foi frio como uma Capricorniana que achava ser Virgem.

Quando eu achei que iria
Me deixou confuso, tipo Aquário quase de Escorpião.

Porque quando enfim me entreguei.
Me traiu com a frieza de uma Pisciana 

Pra desespero de Leão.


terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Caixa Em Formato De Coração

Eu queria poder ter feito traços em um papel em branco do seu sorriso.
Queria poder ter gravado a sua voz em um gravador.
Queria poder anotado em um caderno cada sonho que tivemos.
Queria poder ter feito um filme sobre o jeito que você me olhava.
Queria poder ter uma maquete de cada cômodo da sua casa.
Queria poder ter transformado em feriado o dia em que nos conhecemos.
Queria poder ter feito uma exposição com tudo que fez por mim.
Queria poder organizar uma festa só para ter por perto.
Queria poder falar sobre você em cada boteco ao longo dos anos.
Queria que nossa história virasse estória e sobrevivesse pra sempre.

Queria poder ter pintado da foto que nunca tiramos
O quadro mais bonito de nós dois.

Porque eu queria mesmo
Era te guardar para sempre em uma caixa com forma de coração!

Mas tive que te deixar ir...

Afinal
Aprendi contigo que a vida nunca se tratou de prender.

Mas sim
Sobre ter que abrir mão...


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Hasta Luego

Confuso é sentir falta da alegria que nunca vi.
De um sorriso que não esbarrei
Do temperamento que não explodiu comigo
De um abraço de “vai ficar tudo bem” que não cheguei a receber.
Dos erros que não cheguei a presenciar.
Do “não” que nunca tive a chance de tentar mudar.

De um tanto de coisa que dava pra ser
Mas por um mera confusão entre destino
Acasos
E escolhas

Não foi...

Porque estranho é te dizer oi
Enquanto o lado de cá do mundo te diz tchau.

É mal te conhecer
Mas com o coração apertado
Fantasiar tanta coisa.

Já morrer de vontade
De te pedir pra ficar...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Escrito à Mão

E ela tem um jeito meio devagar
De vagar por aí.
Divagando
Entre frases que poucos compreendem.
Em passos rápidos e imprevisíveis
Que só quem é devagar, de vagar e divagar

São capazes de acompanhar...

Obrigado Pelo Breve Momento De Nada

E mesmo com todo esse silêncio
Confuso
Frustrante
E quase dilacerador 
(exagerado como um ariano)
Que existe agora.

Do fundo do meu coração
Eu só quero te agradecer:

Por cada plano que fiz sem te contar.
Por cada suspiro que tentei não dar na pinta.
Por cada brilho no olhar ao te ver de longe.
Por cada ansiedade que tive só de imaginar te encontrar.
Por cada sorriso tímido que dei só de pensar em você.
Por cada expectativa que criei.
Por ter deixado meu dia mais leve e feliz.
Por ter me feito voltar a acreditar no amor
E a me sentir viva novamente.

Naqueles breves momentos
Em que eu ainda sonhava que nós dois

(Mesmo tão diferentes)

Poderíamos sim

Dar em alguma coisa...

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Nunca Soube

Bobeira sua achar que eu nunca gostei de você.

E que cada dúvida
Demora
Sumiço
Desencontro
Promessa
Contradição
E desinteresse
Foram pessoais.

Entenda que desde sempre
Desde a primeira vez que te vi.
Nada teve a ver com a gente
Tudo sempre foi sobre o amor!

E com o amor
(Por mais que eu parecesse tão frio)
Sempre tive pavor.

Nunca soube lidar.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Somente Pela Última Vez.

E na vida
Às vezes tudo que precisamos é somente:

Um dia de sol.
Receber um abraço forte.
Fazer uma loucura.
Rever as metas e planos.
Um sonho para acreditar.
Dar um grito bem alto.
Desligar o celular.
Uma mensagem na hora certa.
Aproveitar um pôr do sol.
Conviver bem com o próprio silêncio.
Dizer o que está engasgado a alguém.
Aguentar as pontas.
Arriscar como nunca.
Dar chance ao desconhecido.
Pegar outro caminho.
Confessar que morre de saudades.
Ter 20 segundos de coragem insana.
Admirar tudo ao seu redor.
Desabafar para não explodir.
Uma nova perspectiva.
Um porre memorável.
Tentar outra vez.
Acreditar no improvável.
Ser surpreendido.

Viver
Viver
E viver 
Como se estivesse vendo tudo pela última vez.

Sem olhar pra trás

Nem pensar em nada...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Em Você

E foi em você que eu vi:

A sorte que nunca tive.
A vontade de ser mais.
O perdão que jamais fui capaz de dar.
Os locais onde sonho em ir.
A beleza que não via em mim.
O “porque” de tantas perguntas.
Um mundo cheio de novidades.
O silencio de todas as respostas.
A razão por toda a espera.
O que jamais tinha visto...

Porque em você eu vi o futuro
O pra sempre.
Toda beleza que me aguarda.
O resto todo de uma vida inteira...